Confira todos os trabalhos sociais nas quais os profissionais do Instituto Jêsue se dedicaram todo todo o ano de 2018:

SERVIÇO DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA

I.        SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS PARA CRIANÇAS DE 0 A 6 ANOS E SUAS FAMÍLIAS

Serviço de Orientação e Apoio Social

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

 

 

Visita domiciliar

 

 

A visita domiciliar possibilita ao profissional aproximação ao cotidiano familiar, despindo-se de preconceitos, tendo uma visão crítica da realidade a ser observada e interferida, não se atentando a fatos irrelevantes, mantendo o foco no conteúdo em que se decidiu trabalhar. O fato de estar in loco permite ao profissional criar estratégias eficazes em relação às questões em que se deseja trabalhar, pois pode-se partir de um reconhecimento real do cotidiano familiar e do meio no qual está inserido, com seus costumes, angustias, dificuldades, relações intra-familiares e outros aspectos. Mas para que tal objetivo venha ser atingido é primordial que o profissional permita-se capturar a realidade do atendido dentro do seu quadro social e cultural, de maneira imparcial e respeitosa, embora descontraída por se tratar de um ambiente informal. As visitas inspiraram-se nesses pontos citados acima com vistas a propor as famílias um diálogo reflexivo sobre a importância em participar dos atendimentos individuais e grupais, possibilitando-se novas vivencias e caminhos de precaução e enfrentamento das vulnerabilidades.

 

 

 

 

 

Famílias de/e atendidos

12 meses

04 visitas domiciliares

Para acompanhamento de frequência

 

Acolhida Familiar

 

 

O acolhimento inicial, com escuta técnica qualificada, permite identificar e problematizar as demandas trazidas, a partir de registros referentes à dinâmica familiar, seus limites e potencialidades, efetivamos orientações e encaminhamentos adequados à realidade especificamente. Buscando possibilitar o acesso a direitos socioassistenciais, através de inclusão em serviços, programas e projetos. Essa acolhida ocorre quando a família comparece voluntariamente a Instituição ou por encaminhamentos de equipamentos da Rede e em atendimentos pontuais.

Família

12 meses

200 acolhidas /

Atendimentos

 

Desligamento do serviço

As famílias são encaminhadas via CRAS e demais equipamentos da Rede de Serviços Municipal e são incluídas em grupos de responsáveis com bebes ou de crianças. A busca espontânea também permite inclusões. Após um determinado período de participação podem ser desligadas por solicitação. Os desligamentos compulsórios ocorrem quando há evasão por parte da família.

Família

12meses

27 desligamentos

 Vila São Pedro

12 Vila São José

 

 

Modalidade I

 

 

Os objetivos de fortalecimento de vínculos foram atingidos. As atividades desenvolvidas foram bem aceitas pelos participantes, motivando a criatividade, oferecendo variedades e proporcionando momentos educativos e informativos sobre temas diversos e promovendo a participação coletiva. Assim conseguimos desenvolver ações preventivas e educativas na atenção às crianças pequenas e famílias, favorecendo troca de experiências, aprendizagens e vivencias no grupo, através de oficinas diversificadas e que primam pelo brincar entre a criança e o adulto.

Crianças

0 ate 6 anos

12 meses

26 grupos 0 á 3 anos (responsável e bebes VSP e VSJ)/

52 grupos 4 á 6 anos (VSP)

 

Serviço de Apoio a Cultura Esporte e Lazer

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Freqüência

Meta Executada

Quantitativo

Grupo Intergeracional “Atividade cultural”

O Lar Escola Jêsue Frantz comemorou no dia 25 de novembro a 30ª edição da Festa da Vitória. O evento foi realizado pela segundo ano consecutivo no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo do Campo e reuniu cerca de 7000 pessoas. O objetivo foi celebrar mais um ano de trabalho por meio de uma grande festa que reunisse os profissionais de todas as unidades da instituição, além dos atendidos, voluntários, famílias e convidados. Cerca de 1300 crianças, jovens e idosos realizaram apresentações culturais com muita música e dança no espetáculo que recebeu o nome “Dancy Comigo 2”, que resgatou os ritmos musicais de diferentes filmes.

Famílias e comunidade

01 dia

7000 convidados/

1300 atendidos

Grupo Intergeracional “Atividade cultural”

Realizamos comemoração ao dia das crianças na unidade de Vila São Pedro. As crianças atendidas compareceram e trouxeram parentes e amigos para comemorarem conosco. Foram 3 horas de atividades recreativas com muita musica e diversão para todos. Finalizamos com um farto e bem preparado lanche, regado a refrigerantes, sucos, salgados, bolos, tortas, frutas, gelatinas e pipoca.

Famílias e comunidade

01 dia

70 pessoas entre atendidos e convidados

Grupo Intergeracional “Atividade cultural”

Realizamos passeio a Chácara Silvestre com as famílias do SCFV de Vila São Pedro, do qual participaram pessoas atendidas em todas as idades do nosso SCFV. Foram 5 horas de muita descontração. As crianças divertiram-se no parque e área gramada, brincando de varias formas. Os adultos curtiram a tranquilidade de caminhar em meio a tantas arvores e curtiram o ar puro. Todos visitaram as obras expostas no casarão, em maioria artesanatos culturais, vindos de varias partes do mundo.

Famílias e comunidade

01 dia

38 atendidos

 

Serviço de Orientação, Prevenção e Apoio Nutricional

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Alimentação Suplementar

A nutricionista elaborou cardápio saudável e adequado que foi efetivado a partir da execução por parte das manipuladoras, que foram servidos aos beneficiários durante as atividades em grupo, em que puderam saborear: lanches com frios, sucos, bolos, tortas salgadas, biscoitos doces e salgadas, pipoca, gelatina, sucrilhos, bebidas mix, achocolatados, leite com morango, vitaminas de frutas com Nestom, farinha láctea ou Mussilon e chás.

 

 

Beneficiários

 

 

12 meses

 

 

236 porções

 

Doações

Recebemos doações do Banco de Alimentos, do Instituto e de outros parceiros: leite em pó, maça, melão, abacaxi, kiwi e pera, legumes, pão integral, bisnagas, barrinhas de cereais, granola, composto lácteo, bolinhos de diversos sabores, pão francês, pão de leite, frios, torradas, panetone, biscoitos cream cracker, salgadinhos de festa, refrigerantes, chá branco, ovo de chocolate, Cestas Básicas, Cobertores, mantas, roupas diversas e brinquedos.

 

Crianças/

adolescentes e famílias

10 meses

29 itens diferenciados/

1.160 beneficiados

 

Serviço de Apoio a Formação Continuada

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Freqüência

Meta Executada

Quantitativo

Reuniões Técnicas

Planejamentos de temas para grupos, visitas domiciliares;

Discussões de casos e encaminhamentos; Produções mensais de relatórios.

 

Profissionais

10 encontros

 

5 profissionais

 

Reuniões de Supervisão

 

Para orientações relacionadas a demandas externas e internas das unidades de atendimentos.

Orientações referentes à execução dos serviços

Profissionais

6 encontros

2 profissionais

Reuniões com a Rede de Serviços sócio

assistenciais

Capacitação relatórios mensais/2019 com a Vigilância

Reuniões com CRAS I e V para recebimento de demandas e orientações relativas aos relatórios mensais e Reuniões de Rede. Encontro com equipe da Fundação criança para organização da Pré – Conferencia e a VII Conferencia Lúdica dos Direitos da Criança e do Adolescente. Reunião com equipe CREAS para cessão de espaço para oficinas psicológicas, visita técnica de coordenadora e técnica de referencia dos serviços do CRAS I, para atualizações de informações sobre o Instituto, Visita e reunião para discussão de caso com equipe de A. Social do CREAS e estag. de Psicologia sobre demandas de adolescente atendido no SCFV.

Profissionais

18 encontros

3 profissionais

 

II.        SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS PARA CRIANÇAS DE 6 A 17 ANOS E SUAS FAMÍLIAS

Serviço de Orientação e Apoio Social

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

 

Visita domiciliar

 

 

A visita domiciliar possibilita ao profissional aproximação ao cotidiano familiar, despindo-se de preconceitos, tendo uma visão crítica da realidade a ser observada e interferida, não se atentando a fatos irrelevantes, mantendo o foco no conteúdo em que se decidiu trabalhar. O fato de estar in loco permite ao profissional criar estratégias eficazes em relação às questões em que se deseja trabalhar, pois pode-se partir de um reconhecimento real do cotidiano familiar e do meio no qual está inserido, com seus costumes, angustias, dificuldades, relações intra-familiares e outros aspectos. Mas para que tal objetivo venha ser atingido é primordial que o profissional permita-se capturar a realidade do atendido dentro do seu quadro social e cultural, de maneira imparcial e respeitosa, embora descontraída por se tratar de um ambiente informal. As visitas inspiraram-se nesses pontos citados acima com vistas a propor as famílias um diálogo reflexivo sobre a importância em participar dos atendimentos individuais e grupais, possibilitando-se novas vivencias e caminhos de precaução e enfrentamento das vulnerabilidades.

 

 

 

 

 

 

 

Famílias de/e atendidos

12 meses

100

visitas domiciliares

 

Acolhida Familiar

 

 

O acolhimento inicial, com escuta técnica qualificada, permite identificar e problematizar as demandas trazidas, a partir de registros referentes à dinâmica familiar, seus limites e potencialidades, efetivamos orientações e encaminhamentos adequados à realidade especificamente. Buscando possibilitar o acesso a direitos socioassistenciais, através de inclusão em serviços, programas e projetos. Essa acolhida ocorre quando a família comparece voluntariamente a Instituição ou por encaminhamentos de equipamentos da Rede e em atendimentos pontuais.

Família

12 meses

250 acolhidas /

Atendimentos

 

Desligamento

As famílias são encaminhadas via CRAS e demais equipamentos da Rede de Serviços Municipal e são incluídas em grupos de responsáveis, de crianças ou adolescentes. A busca espontânea também permite inclusões. Após um determinado período de participação podem ser desligadas por solicitação. Os desligamentos compulsórios ocorrem quando há evasão por parte da família.

Família

12meses

 

70 desligamentos

 

 

Modalidade II

 

Oficinas

 

 

 

Os temas mensais com todas as turmas: iniciamos o ano com o projeto identidade onde, todas as turmas fizeram atividades para o conhecimento de si próprio e suas origens, em seguida saúde e higiene, trabalhamos saúde corporal e bucal e no final do mês tivemos um Quis sobre tudo que aprenderam sobre esse tema, trabalhamos bullyng e gentileza, temas os quais acrescentaram muito ao agrupo. No final podemos perceber o fortalecimento, respeito e solidariedade entre todos do grupo, nos meses seguintes trabalhamos família, literatura, resgate de brincadeiras antigas, como eu me vejo, valores, retrato falado e finalizamos com projeto de vida em Dezembro. Nesse ultimo tema as turmas descreveram um pouco de tudo que aprenderam no Instituto durante todo o ano e o que fica para a vida. Paralelo aos temas, também tivemos muita recreação: dança, jogos, circuitos, corpo e movimento, atividades com brinquedos, jogos de tabuleiro, pic esconde, pega pega, corda, futebol, tivemos a conferencia da criança e do adolescente e encerramos com o piquenique na chácara silvestre com a participação das crianças e seus responsáveis e famílias. Através dessas ações as crianças puderam aprender e ampliar o conhecimento do seu universo cultural, esportivo, fortalecendo o respeito, a solidariedade e os vínculos familiares e sua formação cidadã.

Crianças/

Adolescentes

6 ate 14 anos

12 meses

130 oficinas

manha e tarde

 

Modalidade II

(15 até 17 anos)

Oficina de Jogos

Teatrais

 

 

O objetivo de integrar os participantes e fortalecer os vínculos foi, com certeza, atingido de forma eficaz. Para atingir esta expectativa foi necessária a mudança de estratégias e metodologias, partindo para uma oficina com menor quantidade de atividades, aprofundando os conteúdos e vivencias realizadas. Ampliamos os momentos de escuta, criando possibilidades de dialogo sobre assuntos como sexo, drogas, dinheiro, relacionamento, família e primeiro emprego

Adolescentes

15 ate 17 anos

12 meses

27 grupos

 

 

Oficina Cidadania

 

Modalidade II

 

Taboão

Neste ano trabalhamos a autonomia dos atendidos de diversas formas, eles aprenderam sobre o transito com o Projeto o Pedestre, aprenderam sobre o meio ambiente. Iniciamos um projeto sobre auto valorização, respeito, aceitação, auto estima, fortalecimento e esclarecimento através de oficinas, teatro, roda de conversa, filmes, artesanato, jogos e dinâmicas. O objetivo desejado foi alcançado, tendo em vista a evolução dos atendidos. Falamos sobre valores, sobre a identidade de cada um, sobre a cooperação entre eles. Fizemos peça de teatro sobre os temas abordados, assistimos muitos filmes que relatavam os temas que estávamostrabalhando, falamos sobre autoimagem, sobre o respeito com si mesmo. Esse ano eles trabalharam muito em equipe, fizemos uma horta, realizamos o cultivo da mesma, plantamos arvores no entorno da instituição. E por final realizei uma avaliação com o auxilio do instrumental preparado pela Instituição, tendo como resultado a satisfação total dos atendidos em pertencer ao Projeto. Os atendidos também participaram de oficinas do Programa Mais Tempo de Escola, em dias intercalados, nas oficinas eles faziam aulas de circo, skate, artes, capoeira, esportes, música entre outros.

Crianças/

Adolescentes

6 ate 15 anos

12 meses

396 grupos / manhã e tarde

 

Serviço de Apoio a Cultura Esporte e Lazer

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Grupo Intergeracional “Arraiá do Lar Escola”

O tradicional “Arraial do Lar Escola” ocorreu nos Bairros Pauliceia e Taboão, com apresentações culturais envolvendo as famílias e crianças atendidas, venda de guloseimas diversas, além de brincadeiras e gincanas. Todas as famílias foram chamadas para participar desses encontros festivos a fim de promover interação entre os atendidos, comunidade e Instituição, em especial, em sua participação na Quadrilha Junina Improvisada.

Famílias e comunidade

02 dias

60 Famílias

Grupo Intergeracional “Atividade cultural”

O Lar Escola Jêsue Frantz comemorou no dia 25 de novembro a 30ª edição da Festa da Vitória. O evento foi realizado pela segundo ano consecutivo no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo do Campo e reuniu cerca de 7000 pessoas. O objetivo foi celebrar mais um ano de trabalho por meio de uma grande festa que reunisse os profissionais de todas as unidades da instituição, além dos atendidos, voluntários, famílias e convidados. Cerca de 1300 crianças, jovens e idosos realizaram apresentações culturais com muita música e dança no espetáculo que recebeu o nome “Dancy Comigo 2”, que resgatou os ritmos musicais de diferentes filmes.

Famílias e comunidade

01 dia

7000 convidados/

1300 atendidos

Grupo Intergeracional “Atividade cultural”

Realizamos comemoração ao dia das crianças na unidade de Vila São Pedro. As crianças atendidas compareceram e trouxeram parentes e amigos para comemorarem conosco. Foram 3 horas de atividades recreativas com muita musica e diversão para todos. Finalizamos com um farto e bem preparado lanche, regado a refrigerantes, sucos, salgados, bolos, tortas, frutas, gelatinas e pipoca.

Famílias e comunidade

01 dia

70 pessoas entre atendidos e convidados

Grupo Intergeracional “Atividade cultural”

Realizamos passeio a Chácara Silvestre com as famílias do SCFV de Vila São Pedro, do qual participaram pessoas atendidas em todas as idades do nosso SCFV. Foram 5 horas de muita descontração. As crianças divertiram-se no parque e área gramada, brincando de varias formas. Os adultos curtiram a tranquilidade de caminhar em meio a tantas arvores e curtiram o ar puro. Todos visitaram as obras expostas no casarão, em maioria artesanatos culturais, vindos de varias partes do mundo.

Famílias e comunidade

01 dia

38 atendidos

Dia Mundial da Alimentação

As crianças e adolescentes em comemoração  ao dia participaram de palestras e oficinas realizado pelo Conselho Municipal de Segurança alimentar do São Bernardo do Campo.

Crianças e Adolescentes

01 dia

40 atendidos

Conferência  Municipal dos Direitos da Criança e dos adolescentes

Conferencia Municipal da Criança e adolescente –  TEMA “PROTEÇÃO INTEGRAL, DIVERSIDADE E ENFRENTAMENTO DAS VIOLÊNCIAS. Conferência Livre e  Lúdica. Além da participação houve a indicação de 4 crianças como delegados.

Crianças e Adolescentes

03 dias

40 atendidos

 

Serviço de Orientação, Prevenção e Apoio Nutricional

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Alimentação Suplementar

A nutricionista elaborou cardápio saudável e adequado que foi efetivado a partir da execução por parte das manipuladoras, que foram servidos aos beneficiários durante as atividades em grupo, em que puderam saborear: lanches com frios, sucos, bolos, tortas salgadas, biscoitos doces e salgadas, pipoca, gelatina, sucrilhos, bebidas mix, achocolatados, leite com morango, vitaminas de frutas com Nestom, farinha láctea ou Mussilon e chás.

 

 

Beneficiários

 

 

12 meses

 

 

1009 porções

350 refeições

50 atendidos

Doações

Recebemos doações do Banco de Alimentos, do Instituto e de outros parceiros: leite em pó, maça, melão, abacaxi, kiwi e pera, legumes, pão integral, bisnagas, barrinhas de cereais, granola, composto lácteo, bolinhos de diversos sabores, pão francês, pão de leite, frios, torradas, panetone, biscoitos cream cracker, salgadinhos de festa, refrigerantes, chá branco, ovo de chocolate, Cestas Básicas, Cobertores, mantas, roupas diversas e brinquedos.

 

Crianças/

adolescentes e famílias

10 meses

30 itens diferenciados/

1.160 beneficiados

 

Serviço de Apoio a Formação Continuada

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Reuniões Técnicas

 

Planejamentos de temas para grupos, visitas domiciliares;

Discussões de casos e encaminhamentos; Produções mensais de relatórios.

 

Profissionais

10 encontros

 

5 profissionais

 

Reuniões de Supervisão

 

Para orientações relacionadas a demandas externas e internas das unidades de atendimentos.

Orientações referentes à execução dos serviços

Profissionais

6 encontros

2 profissionais

 

Reuniões com a Rede de Serviços sócio

assistenciais

Capacitação relatórios mensais/2019 com a Vigilância

Reuniões com CRAS I e V para recebimento de demandas e orientações relativas aos relatórios mensais e Reuniões de Rede. Encontro com equipe da Fundação criança para organização da Pré – Conferencia e a VII Conferencia Lúdica dos Direitos da Criança e do Adolescente. Reunião com equipe CREAS para cessão de espaço para oficinas psicológicas, visita técnica de coordenadora e técnica de referencia dos serviços do CRAS I, para atualizações de informações sobre o Instituto, Visita e reunião para discussão de caso com equipe de A. Social do CREAS e estag. de Psicologia sobre demandas de adolescente atendido no SCFV.

Profissionais

18 encontros

3 profissionais

Reuniões Técnicas

Planejamentos de temas para grupos, visitas domiciliares;

Discussões de casos e encaminhamentos; Produções mensais de relatórios.

Profissionais

10 encontros

2 profissionais

 

 

III.        SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS PARA ADULTOS DE 18 A 59 ANOS E SUAS FAMÍLIAS

Serviço de Orientação e Apoio Social

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

 

 

Visita domiciliar

 

 

A visita domiciliar possibilita ao profissional aproximação ao cotidiano familiar, despindo-se de preconceitos, tendo uma visão crítica da realidade a ser observada e interferida, não se atentando a fatos irrelevantes, mantendo o foco no conteúdo em que se decidiu trabalhar. O fato de estar in loco permite ao profissional criar estratégias eficazes em relação às questões em que se deseja trabalhar, pois pode-se partir de um reconhecimento real do cotidiano familiar e do meio no qual está inserido, com seus costumes, angustias, dificuldades, relações intra-familiares e outros aspectos. Mas para que tal objetivo venha ser atingido é primordial que o profissional permita-se capturar a realidade do atendido dentro do seu quadro social e cultural, de maneira imparcial e respeitosa, embora descontraída por se tratar de um ambiente informal. As visitas inspiraram-se nesses pontos citados acima com vistas a propor as famílias um diálogo reflexivo sobre a importância em participar dos atendimentos individuais e grupais, possibilitando-se novas vivencias e caminhos de precaução e enfrentamento das vulnerabilidades.

 

 

 

 

 

 

 

Famílias de/e atendidos

12 meses

75 visitas domiciliares

 

Acolhida Familiar

 

 

O acolhimento inicial, com escuta técnica qualificada, permite identificar e problematizar as demandas trazidas, a partir de registros referentes à dinâmica familiar, seus limites e potencialidades, efetivamos orientações e encaminhamentos adequados à realidade especificamente. Buscando possibilitar o acesso a direitos socioassistenciais, através de inclusão em serviços, programas e projetos. Essa acolhida ocorre quando a família comparece voluntariamente a Instituição ou por encaminhamentos de equipamentos da Rede e em atendimentos pontuais.

Família

12 meses

230 acolhidas /

Atendimentos

 

Desligamento do serviço

As famílias são encaminhadas via CRAS e demais equipamentos da Rede de Serviços Municipal e são incluídas em grupos de responsáveis, de crianças ou adolescentes. A busca espontânea também permite inclusões. Após um determinado período de participação podem ser desligadas por solicitação. Os desligamentos compulsórios ocorrem quando há evasão por parte da família.

Família

12meses

 

100 desligamentos

 

 

 

 

Oficina Cidadania

 

 

Em ambos os espaços da OSC a frequência nesses grupos ainda é baixa e descomprometida, fato que desfavorece um melhor resultado em relação ao que se busca atingir com esse publico. Não conseguimos avançar nem aprofundar muito alguns temas que seriam interessantes abordar. Tudo tem que ser planejado para inicio e finalização no mesmo encontro, para assim não corrermos o risco de não fecharmos determinado assunto ou atividade. Em modo geral, podemos avaliar que mesmo com essas dificuldades, atendidos um pouco mais comprometidos, conseguiram absorver alguns temas e participar de forma ativa dos encontros. De diálogos realizados nos grupos saíram alguns encaminhamentos a questões particulares e esclarecimento de varias duvidas sobre benefícios, formas de acesso, direitos e deveres. Realizamos discussões sobre caminhos para soluções de conflitos diversos. Reflexões sobre o que se pretende melhorar em si mesmo em relação às outras pessoas com as quais convivem, o respeito à opinião, o jeito de ser, agir, pensar e sentir peculiar de cada individuo e sobre a importância de se demonstrar interesse pelo que o outro fala, afinando assim a escuta de cada participante.  As avaliações realizadas pelos atendidos, a partir de instrumental criado pela Instituição, demonstram satisfação em participar das oficinas e com os temas e atividades oferecidos.

Adultos

12 meses

36 grupos

 

Serviço de Apoio a Cultura Esporte e Lazer

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Grupo Intergeracional “Arraiá do Lar Escola”

O tradicional “Arraial do Lar Escola” ocorreu nos Bairros Pauliceia e Taboão, com apresentações culturais envolvendo as famílias e crianças atendidas, venda de guloseimas diversas, além de brincadeiras e gincanas. Todas as famílias foram chamadas para participar desses encontros festivos a fim de promover interação entre os atendidos, comunidade e Instituição, em especial, em sua participação na Quadrilha Junina Improvisada.

Famílias e comunidade

02 dias

60 Famílias

Grupo Intergeracional “Atividade cultural”

O Lar Escola Jêsue Frantz comemorou no dia 25 de novembro a 30ª edição da Festa da Vitória. O evento foi realizado pela segundo ano consecutivo no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo do Campo e reuniu cerca de 7000 pessoas. O objetivo foi celebrar mais um ano de trabalho por meio de uma grande festa que reunisse os profissionais de todas as unidades da instituição, além dos atendidos, voluntários, famílias e convidados. Cerca de 1300 crianças, jovens e idosos realizaram apresentações culturais com muita música e dança no espetáculo que recebeu o nome “Dancy Comigo 2”, que resgatou os ritmos musicais de diferentes filmes.

Famílias e comunidade

01 dia

7000 convidados/

1300 atendidos

Grupo Intergeracional “Atividade cultural”

Realizamos comemoração ao dia das crianças na unidade de Vila São Pedro. As crianças atendidas compareceram e trouxeram parentes e amigos para comemorarem conosco. Foram 3 horas de atividades recreativas com muita musica e diversão para todos. Finalizamos com um farto e bem preparado lanche, regado a refrigerantes, sucos, salgados, bolos, tortas, frutas, gelatinas e pipoca.

Famílias e comunidade

01 dia

70 pessoas entre atendidos e convidados

Grupo Intergeracional “Atividade cultural”

Realizamos passeio a Chácara Silvestre com as famílias do SCFV de Vila São Pedro, do qual participaram pessoas atendidas em todas as idades do nosso SCFV. Foram 5 horas de muita descontração. As crianças divertiram-se no parque e área gramada, brincando de varias formas. Os adultos curtiram a tranquilidade de caminhar em meio a tantas arvores e curtiram o ar puro. Todos visitaram as obras expostas no casarão, em maioria artesanatos culturais, vindos de varias partes do mundo.

Famílias e comunidade

01 dia

38 atendidos

 

Serviço de Orientação, Prevenção e Apoio Nutricional

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Alimentação Suplementar

A nutricionista elaborou cardápio saudável e adequado que foi efetivado a partir da execução por parte das manipuladoras, que foram servidos aos beneficiários durante as atividades em grupo, em que puderam saborear: lanches com frios, sucos, bolos, tortas salgadas, biscoitos doces e salgadas, pipoca, gelatina, sucrilhos, bebidas mix, achocolatados, leite com morango, vitaminas de frutas com Neston, farinha láctea ou Mucilon e chás.

 

 

Beneficiários

 

 

12 meses

 

 

320 porções

 

Doações

Recebemos doações do Banco de Alimentos, do Instituto e de outros parceiros: leite em pó, maça, melão, abacaxi, kiwi e pera, legumes, pão integral, bisnagas, barrinhas de cereais, granola, composto lácteo, bolinhos de diversos sabores, pão francês, pão de leite, frios, torradas, panetone, biscoitos cream cracker, salgadinhos de festa, refrigerantes, chá branco, ovo de chocolate, Cestas Básicas, Cobertores, mantas, roupas diversas e brinquedos.

 

Crianças/

adolescentes e famílias

10 meses

39 itens diferenciados/

1.160 beneficiados

 

Serviço de Apoio a Formação Continuada

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Reuniões Técnicas

 

Planejamentos de temas para grupos, visitas domiciliares;

Discussões de casos e encaminhamentos; Produções mensais de relatórios.

 

Profissionais

10 encontros

 

5 profissionais

 

Reuniões de Supervisão

 

Para orientações relacionadas a demandas externas e internas das unidades de atendimentos.

Orientações referentes à execução dos serviços

Profissionais

6 encontros

2 profissionais

 

Reuniões com a Rede de Serviços sócio

assistenciais

Capacitação relatórios mensais 2019 com a Vigilância

Reuniões com CRAS I e V para recebimento de demandas e orientações relativas aos relatórios mensais e Reuniões de Rede. Encontro com equipe da Fundação criança para organização da Pré – Conferencia e a VII Conferencia Lúdica dos Direitos da Criança e do Adolescente. Reunião com equipe CREAS para cessão de espaço para oficinas psicológicas, visita técnica de coordenadora e técnica de referencia dos serviços do CRAS I, para atualizações de informações sobre o Instituto, Visita e reunião para discussão de caso com equipe de A. Social do CREAS e estag. de Psicologia sobre demandas de adolescente atendido no SCFV.

Profissionais

18 encontros

3 profissionais

Reuniões Técnicas

Planejamentos de temas para grupos, visitas domiciliares;

Discussões de casos e encaminhamentos; Produções mensais de relatórios.

Profissionais

10 encontros

2 profissionais

 

IV.        SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS PARA PESSOAS IDOSAS ACIMA DE 60 ANOS

Serviço de Apoio e Orientação Social 

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Serviço de Acolhida

 

Realizou-se acolhida durante o ano à pessoa da melhor idade e seus familiares por procura espontânea ou por solicitação do serviço social pelos mais diversos motivos: sendo, situações de problemas de saúde a maior preocupação das técnicas deste serviço.

Famílias

anual

60

Acolhimentos

 

Visita domiciliar

As visitas realizadas pelo serviço social tiveram como objetivo fortalecer vínculos entre os profissionais e o usuário, sendo a maior demanda por situações de adoecimento da pessoa idosa.

Famílias

anual

06 visitas

Grupo Intergeracional

Respeito, carinho, alegria e integração foram os princípios que nortearam e marcaram os encontros intergeracionais realizados no Instituto Jêsue pelo Serviço de Convivência para Idosos. O Serviço propôs fortalecer a autoestima, socialização e convivência saudável entre seus pares e as gerações.

Idosos, familiares e comunidade

anual

12 encontros

 

 

Oficina Arte Artesanato

Os encontros permitiram a troca de experiências, vínculos construídos pelo exercício da boa convivência. “Eu me sinto bem aqui. Tem várias atividades, como artesanato, danças, apresentações que despertam a memória. A gente tem contato com outras pessoas, faz amigos. Isso nos deixa felizes”, comentou a sra. Vilma, de 74 anos. Para algumas, além dos benefícios para a saúde, as atividades contribuíram para o aumento da renda familiar.

 

 

Idosos

anual

27 oficinas

 

 

Dança Circular

A dança circular trouxe inúmeros benefícios tanto para o corpo, como para a mente da pessoa idosa. Os encontros foram marcados de imenso prazer, trazendo sorrisos a cada uma das participantes. Estimulou a solidariedade e fez com que houvesse uma redução das tensões e das angústias, e consequentemente um encorajamento para que ocorresse a socialização e o prazer de estar com pessoas da mesma faixa etária. No decorrer dos encontros as idosas declararam sentir menos limitações no dia-a-dia, mais vigor e disposição, melhora no funcionamento físico e diminuição das dores ao praticarem a dança.

 

 

 

Idosos

anual

49 oficinas

Contato telefônico

A equipe de profissionais durante o ano realizou contatos telefônicos para informação, convocação e verificação de demanda.

 

Idosos

anual

51 Contatos telefônicos

Articulação com a rede intersetorial

A equipe durante o ano realizou contatos, articulações com CRAS, SEDS para esclarecimentos, orientações com o objetivo de atender a demanda do SCFVI.

 

Profissionais

anual

8 contatos

Programa Viva Leite

Durante o ano foram distribuídos nos dias de terças-feiras e quintas-feiras, quinze litros de leite no mês por idoso. Realizado cadastros para novas inclusões no serviço e durante o ano conforme calendário da SEDS foram realizadas 06 (seis) prestações de contas.

 

idosos

anual

36 idosos

3.330 litros de leite

 

Registro de Atividades

Durante o ano diariamente ou semanalmente, conforme a necessidade a técnica social registrou nos prontuários de cada usuário as ações realizadas, bem como relatórios, listas de presença, bancos de dados, bilhetes de convocações, mensagens para os aniversariantes, dentre outros.

idosos

Diária

36 prontuários/mês

 

Serviço de Apoio a Cultura Esporte e Lazer

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Apresentação Cultural

 

Promovido pelo Instituto Jêsue as idosas participaram durante o ano com apresentações de danças na Festa de rua – Arraiá LEJEF,  Festa da Primavera e na Apresentação cultural de encerramento do ano letivo do ano de 2018.

Profissionais Famílias e

Comunidade

 

 

03 dias

 

 

15 idosas

 

 

Serviço de Orientação, Prevenção e Apoio Nutricional

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Alimentação Suplementar

Durante os encontros foram oferecidos lanches, bolos, sucos, refrigerantes, café e agua. Possibilitando maior integração entre seus pares, afetividade e aproximando profissionais e usuários.

Profissionais e usuários

anual

30 (média) de pessoas

 

SERVIÇO DE PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL – MÉDIA COMPLEXIDADE

I.        Serviço De Proteção Social Especial Para Idosos e pessoas com Deficiência E Suas Famílias

Serviço de Apoio e Orientação Psicossocial

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

 

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Acolhida

As assistentes sociais e psicólogos realizaram acolhida dos casos escuta qualificada, e orientações visando o estreitamento de vinculo com o referenciado e seus familiares. Na acolhida também é realizado sendo o preenchimento de instrumentais e coleta de dados.

Famílias

12 meses

 125 Atendidos

70 Atendimentos

Atendimento Psicossocial

A equipe técnica realizou orientação, intervenção, solicitação de documentos e preenchimento de dados. Sendo realizado também encaminhamentos de acordo com a demanda apresentada, tais como, Unidade Básica de Saúde (UBS), CAPS Adulto e Infantil, Cad Único, Assessoria Jurídica, matricula e rematrícula em EMEBs, Escolas Estaduais e Educação Especial, INSS, APAE. Ressaltamos que deste numero de atendimentos foram atendidos mais de um integrante da família.

Famílias

12 meses

05 Atendidos

06 Atendimentos

Contato Telefônico com a Família

No decorrer do ano foram realizados pela equipe técnica, contatos telefônicos com os referenciados e seus familiares/cidadores, com o objetivo de obter informações referentes aos encaminhamentos anteriormente realizados, e realizarmos orientações de acordo com a demanda.

Famílias

12 meses

472 Contatos telefônicos

Articulação com o CREAS

Durante o período de acompanhamento dos casos foram realizadas pela equipe técnica, articulações junto ao CREAS com o objetivo de reunir e compartilhar maiores informações, a fim de contribuir na aproximação com o referenciado e seus familiares.

Profissionais

12 meses

298 Articulações

Articulação com a Rede

Socioassistencial

Foram realizados pela equipe técnica articulações com a rede socioassistencial, com a finalidade  do fortalecimento com as redes de apoio para contribuir de forma efetiva com o acompanhamento e evolução dos casos.

Profissionais

12 meses

763 Articulações

Visitas Domiciliares / Atendimentos

Foram realizadas pela equipe técnica, visitas domiciliares e atendimentos com escuta qualificada, visando aproximação e vínculo com o referenciado e seus familiares, e assim também como prestar orientações e realizar encaminhamentos pertinentes a demanda apresentada por casa caso.

Famílias

12 meses

360 Atendidos

226 Visitas domiciliares

 

Visita conjunta com a Rede Socioassistencial

Foram realizadas pela equipe técnica visitas conjuntas com a rede socioassistencial para obtenção de maiores informações sobre o caso, e realização de estratégias conjuntas e encaminhamentos.

Profissionais

12 meses

30 Visitas

Visita

Institucional

Visitas institucionais realizadas pela equipe técnica em conjunto com as UBS, CREAS, CAPS, entre outros, objetivando coletar e compartilhar informações sobre casos, e realizar as orientações e intervenções necessárias.

Profissionais

12 meses

32 Visitas Institucionais

Novas Inclusões no serviço

Mediante encaminhamento do CREAS foram referenciados neste serviço 63 casos para acompanhamento da equipe técnica. No decorrer do ano houve também inclusão de casos por meio de contrareferencia. 

Famílias

12 meses

 63 casos

Desligamento

Mediante ao acolhimento institucional, falecimento e mudança para outros municípios, foram desligados no decorrer  do ano 18 referenciados do serviço.

Famílias

12 meses

18 referenciados

Acolhimento Institucional

Mediante a demanda apresentada 13 (treze) referenciados foram acolhidos em  Instituição de Longa Permanência – ILPI e Residência Inclusiva para Idosos.  

Famílias

12 meses

13 casos de acolhimento Institucional

Atendimentos em outros espaços

Atendendo a demanda de cada caso, foram realizados pela equipe técnica atendimento em outros espaços, como CREAS e UBS.

Famílias

12 meses

24 atendimentos

Elaboração de Relatórios

No decorrer do acompanhamento dos casos, foram confeccionados pela equipe técnica relatórios interventivos e informativos mediante solicitação do órgão de monitoramento CREAS. Foram também realizados relatório de encerramento de caso.

Profissionais

12 meses

 38 Relatórios confeccionados

Contato telefônico com outros Municípios

Foram realizados pela equipe técnica, contatos telefônicos com familiares de atendidos e Instituições (Instituições de Longa Permanência para Idoso, Residência Inclusiva e hospitais e clinicas) de outros municípios para a verificação de dados referentes aos casos em acompanhamento.

Profissionais

12 meses

06 contatos

 

Serviço de Apoio a Cultura Esporte e Lazer

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

“Festa da Vitória”

A Festa da Vitória foi realizada no Ginásio Poliesportivo no dia 25 de novembro, e contou com a presença de mais de 7.000 pessoas, entre elas atendidos, seus familiares e amigos, funcionários e autoridades dos municípios de SBC que participaram e prestigiaram a Festa de Encerramento das atividades do ano de 2018. Após a finalização das apresentações artísticas as crianças, adolescentes e jovens foram contemplados com jogos e brinquedos dos “Amigos Encantados”.

Pessoas com Deficiência e Idosas

01 dia

03

Serviço de Apoio a Formação Continuada

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Reunião de Cooperação Técnica com o CREAS

Reunião com a equipe de monitoramento CREAS para discussão de casos e diretrizes de encaminhamentos, de acordo com a demanda de cada caso.

Profissionais

12 meses

11 Reuniões

Reunião Rede Violência

Durante o ano houve a participação da equipe técnica na reunião de rede de violência para discussão de casos, tomada de decisões conjunta,  diretrizes e encaminhamentos futuros.

Profissionais

12 meses

08 Reuniões

Reunião conjunta com a rede

A equipe técnica participou de reuniões de rede socioassistencial, tais como UBS, Escolas, CAPS e CREAS,  com o objetivo de discutir os casos e elaborar estratégias de intervenção de acordo com a demanda de cada caso.

Profissionais

12 meses

21 Reuniões

Reunião de equipe

Foram realizadas reuniões para estudo dos casos, assim possibilitando novas estratégias e recursos para o acompanhamento dos casos. 

Profissionais

12 meses

24 Reuniões

Reunião de Monitoramento

Reunião com a equipe da Vigilância Socioassistencial para orientação referente à elaboração do Plano de Trabalho 2019.

Profissionais

12 meses

02 Reuniões

Reunião no Ministério Público – Fórum

A equipe técnica participou de reuniões/oitivas no Fórum atendendo a convocação da Promotora de Justiça, para discussão de casos e elaboração de estratégias de atendimento e acompanhamento dos casos, e tomada de decisão conjunta a rede socioassistencial.

Profissionais

12 meses

08 Reuniões

II.        Serviço De Proteção Social Especial Para Crianças e Adolescentes em situação de violência

Serviço de Apoio e Orientação Psicossocial

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Atendimento Psicossocial

Para facilitar o acesso de determinados usuários, a equipe possibilitou atendimento a ser realizado nos espaços CRAS e CREAS e UBS.

Família

01 ano

04 Atendidos

04 Atendimentos

Elaboração de Relatórios

No decorrer deste ano foram necessários realizar relatórios de Intervenção ao Conselho Tutelar e Fórum. Relatórios de Desligamento de famílias que se mudaram para outros Municípios, Estados ou região próxima à outra instituição de atendimento Psicossocial, bem como famílias que superaram os conflitos.

Famílias

01 ano

54 Relatórios

Articulação com o CREAS/CRAS

Durante este período foram realizadas articulações com o CREAS com o objetivo de coletar informações sobre os casos encaminhados, a fim de ajudar na localização ou complemento de notificação. Realizamos varias reuniões de cooperação para discussão de casos e articulando assim, com a rede de atendimento.

Profissional

01 ano

 14 Articulações com o CREAS

 

Visitas Domiciliares

Foram realizadas visitas domiciliares com o intuito de reconhecimento, aproximação/vínculo e identificação do território e moradia da família, orientações e encaminhamentos, bem como para entrega de convocação trazendo a família para a unidade favorecendo o vínculo de confiança e segurança.

 

Família

01 ano

189 Visitas domiciliares

Visita conjunta com a rede

Realizaram-se visitas conjuntas com a rede para obtenção de informações sobre o caso, e realização de estratégias conjuntas para encaminhamentos quando necessário.

Família

01 ano

02 Visitas conjuntas com a rede

 

Visita

Institucional

A equipe realizou visitas institucionais em UBS, CRAS, Escolas, entre outros, com o objetivo de coletar e compartilhar informações sobre casos, obtenção de endereços e/ ou contatos telefônicos, parceria mediante determinadas demandas, como por exemplo, auxiliar no vínculo com a família.

 

Profissional

01 ano

07 Visitas

Institucionais

Novas Inclusões no serviço

Através de encaminhamento do CREAS o Núcleo Social-Instituto Jêsue recebeu no segundo semestre de 2018 novos casos para inclusão no serviço, procedemos aos tramites necessários para dar início aos atendimentos psicossociais.

Família

01 ano

25 Novos casos

Desligamento

Mediante os atendimentos psicossociais ocorreram desligamentos de alguns casos, após a observância da não existência de violência e/ou superação das mesmas e mudança da família para outros municípios ou estados.

Família

01 ano

19 casos desligados

Relatório Interno

Registros internos  evolutivos e descritivos do atendimento psicossocial.

Família

01 ano

326 Registros

 

Serviço de Apoio a Formação Continuada

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Reunião de Cooperação

No decorrer do semestre foram realizadas reuniões de cooperação técnica junto ao CREAS com o intuito de realizar efetivação do fluxo de trabalho, orientações e diretrizes de encaminhamentos.

Profissionais

01 ano

10 Reuniões

Reunião conjunta com a rede

Foram realizadas reuniões conjuntas com a rede, como a Fundação Criança, UBS, Escolas Estaduais e EMEBs e Instituições de Acolhimento São José e mãos pequenas para discussões de casos de acolhimento e outras demandas, tendo como finalidade troca de informações e elaboração de estratégias para intervenções.

Profissionais

01 ano

25 Reuniões

Reunião de equipe

Durante o ano de 2018 foram realizadas diversas reuniões em equipe tendo como objetivo traçar estratégias de ações para cada caso executado, organizar prontuários, elaborar relatórios e estudo de casos.

Profissionais

01 ano

40 Encontros

Reunião com a Rede de Acolhimento/

CREAS

Reunião de equipe junto ao CREAS, Instituições de Acolhimento e demais parceiros da rede socioassistencial, com o objetivo de criar estratégias de ação para o caso.

Profissionais

08 meses 

10 Encontros

Reunião de Formação interna

Reunião de formação interna.

Profissionais

01 ano 

04 Encontro

EDUCAÇÃO

I. Programa: Serviço Educacional e Social para Crianças e suas Famílias – INSTITUTO JÊSUE EDUCAÇÃO ESPECIAL

Serviço de Proteção, Apoio, Orientação e Acompanhamento a Família e Indivíduos.

Atividade

Descrição / Objetivos / Resultados

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Contatos telefônicos

Realizaram-se contatos telefônicos para as famílias com o objetivo de informá-las sobre reuniões, verificar motivos de faltas, rematrículas, dentre outros.

Famílias

135 dias/ano

 192 atendimentos

Rematrículas

Acolhimento da família, atualização de documentos e coleta de assinaturas.

Famílias

30 dias/ano

60 rematrículas/

60 famílias

Matrículas

Realizaram-se matrículas de alunos encaminhados pelo CAIS.

Famílias

04

dias/ano

04 matrículas/

04 famílias

Encaminhamentos

Realizaram-se os encaminhamentos para a rede de Diadema (Quarteirão, UBS e CAPS).

Famílias

206 dias/ano

25 atendimentos

Contato com a Rede

Contato para discussão de casos na rede de Diadema (Quarteirão, UBS e CAPS, dentre outros projetos).

Famílias

07dias/ano

07

 contatos

 

 

Serviço de Prevenção, Apoio e Orientação a Saúde

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Nutrição

Foram servidas quatro refeições diárias que supriram as necessidades energéticas dos atendidos durante sua permanência na escola. As manipuladoras realizaram as preparações, as educadoras, auxiliares e enfermagem assessoraram as crianças e adolescentes em suas especificidades nos horários de alimentação.

Educandos

Profissionais

206 dias/ano

60 atendidos

 

Elaboração do cardápio

Ao considerar as necessidades de micro e macro nutrientes dos alunos foi realizado o cardápio variado, harmonioso e equilibrado. Respeitando as necessidades especificas, quando diagnosticadas.

Educandos

12 dias/ ano

12 cardápios

01 profissional

Programa Enfermagem (PE)

Realizou-se pela Auxiliar de enfermagem atendimentos aos educandos, sendo ministradas medicações de acordo com prescrição médica.

Educandos

206 dias/ ano

10000

administrados

05 atendidos

Programa Enfermagem (PE)

Realizou-se pela técnica de enfermagem administração de dieta caseira, conforme prescrição médica.

Educandos

206 dias/ mês

150 administrações

01 atendido

Cuidados de Higiene

Realizou-se pela técnica de enfermagem e educadores cuidados de higiene com os educandos.

Educandos

206 dias/ ano

11000 atendimentos

29 atendidos

Atendimento psicológico em grupo

Foi trabalhado com questões referentes à estimulação sensorial, dificuldades com comportamento auto e agressivo, empenho e desenvolvimento para o brincar.

Educandos

25 dias/ano

125 atendimentos/

60 atendidos

Avaliação

Psicológica

Avaliação de perfil para estudo na escola especial e estratégias de atendimento. Realizaram-se em conjunto a avaliação encaminhamentos e orientações.

Educandos

05 dias/ano

 

10 avaliações

 

Atendimento psicológico individual

Foi realizada escuta psicológica para melhorar a relação mãe e filho, verificação da dinâmica familiar, bem como realizamos orientações e encaminhamentos.

Família

 15 dias/ano

40 atendidos/

40 atendimentos

Atendimento fonoaudiológico em grupo

Foram realizados atendimentos a fim de adequar as competências da linguagem oral e facilitar a comunicação tanto para família como para sociedade.

Educandos

206 dias/ ano

10000

administrados

05 atendidos

Avaliação

fonoaudiológica

Observações das habilidades orofuncionais e de linguagem oral e não oral. Encaminhamentos, orientações e estratégias fonoaudiologias.

Educandos

206 dias/ mês

150 administrações

01 atendido

Atendimento fonoaudiológico individual

Foram realizados atendimentos de forma lúdica com a participação do aluno e terapeuta. Acompanhamento e orientação aos profissionais durante as refeições e atendimentos a familiares com agendamento.

Educandos

206 dias/ ano

11000 atendimentos

29 atendidos

Atendimento de Fisioterapia em grupo

Foram realizados atendimentos com a participação da terapeuta e dos alunos em ambiente escolar em relação ao posicionamento e postura dos mesmos. Prevenindo assim deformidades, mantendo ou aumentando a amplitude de movimentos, reduzindo a espasticidade, estimulando as atividades de vida diária e otimizando a qualidade de vida do aluno, entre outros.

Educandos

25 dias/ano

125 atendimentos/

60 atendidos

Avaliação

de Fisioterapia

Observação dos alunos em ambiente escolar, cadeira de rodas, movimentação, motricidade, tônus muscular, deformidades ortopédicas e decúbitos utilizados.

Educandos

05 dias/ano

 

10 avaliações

 

Atendimento de Fisioterapia individual

Foram realizadas observações e posteriormente orientações aos professores de acordo com cada aluno, encaminhamentos e orientações aos pais.

Família

 15 dias/ano

40 atendidos/

40 atendimentos

 

Serviço Educacional: Atividades Pedagógicas

Atividade

Descrição / Objetivo / Resultados Obtidos

Público Alvo

Frequência

Meta executada

Educacional

Foram realizadas atividades curriculares de: Linguagem oral/ escrita, Raciocínio Lógico, Artes, Natureza e Sociedade, Identidade e Autonomia e Campos de Experiências: “O eu o outro e o nós”, “Escuta, fala, pensamento e imaginação”, “Traços, sons, cores e formas”, “Corpo, gestos e movimentos”, “Espaços, tempos, quantidades, relações e transformações” e Atividades de Vida Diária (AVD).

 Foram apresentadas novas práticas para o trabalho de aulas: Comunicação Alternativa, através de quadro de rotina, adaptação do método Teacch para linguagem oral e não oral e aplicação de atividades gráficas.

   Educandos

 

206 dias / ano

 

412 aulas

60 Educandos

 

Programa de Formação, Capacitação e Orientação Continuada

Atividade

Descrição / Objetivos / Resultados

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

HP

Hora Pedagógica

Nos encontros foram discutidas situações pontuais referentes à rotina de trabalho, ações com as famílias e discussão sobre projetos e atividades coletivas.

 

Coordenação Pedagógica e Educadoras

01 dia /

Mês

11 reuniões

06 profissionais

Formação de Formadores

A ação de formação foi destinada a todos os profissionais criando um momento para o desenvolvimento de competências pedagógico – didáticas, aprendizagens diversificadas, momentos de exposições teóricas e práticas, trabalhada com discussões, leituras, produções, dinâmicas e vídeos.

 Coord. Psicóloga, Fonoaudióloga,

Fisioterapeuta

Cuidadora

Educadoras, Estagiárias.

09 dias /

Mês

09 encontros /

16 profissionais

Reunião da rede pública de Diadema

Participação em discussão de casos da rede para os devidos encaminhamentos e intervenções. Participação em palestras de variados temas: “Intervenção Pedagógica nas Dificuldades de Leitura e Escrita”, “A importância da Psicomotricidade na Alfabetização”, “Baixa Visão”, “Desafios Inclusivos no Serviço de Itinerância”, “Orientação e Mobilidade”, “Transtornos do Espectro Autista” e Deficiência Intelectual”.

Profissionais

06 dias / ano

06 Encontros

Reunião com Pais

As reuniões de pais tiveram como objetivo informá-los respectivas ações e acontecimentos que ocorreram no âmbito escolar, normativas da escola, divulgação de eventos institucionais e outros. Em cada semestre realizaram-se as devolutivas do desenvolvimento pedagógico e clínico.

Famílias

04 encontros

60 famílias

06 profissionais

II – Programa: Serviço Educacional e Social para Crianças e suas Famílias – INSTITUTO JÊSUE EDUCAÇÃO INFANTIL/ UNIDADES MULFORD, CONCEIÇÃO, NAVAL E INDEPENDENCIA

Serviço Educacional

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Acolhida

A Coordenadora Pedagógica recepcionou cordialmente as famílias no período de entrada e saída, acolhendo todas as informações referente as crianças. As educadoras as receberam em salas com atividades recreativas, oferecendo-lhes carinho e atenção neste momento difícil de se desvincular da família durante a entrada, havendo também um olhar atento às possíveis diferenças significativas nas atitudes de seus alunos, como choro atípico, sonolência, irritação ou apático, entre outros.

Crianças de 00 a 03 anos

12 meses

206 dias letivos

573 crianças

573 famílias

Atividades Educacionais

Ao término deste ano letivo pode-se realizar um levantamento sobre o desenvolvimento global de nossas crianças, considerando as metas educacionais previstas nos Campos de experiências: o eu, o outro e o nós; corpo, gesto e movimentos; traços, sons, cores e formas; oralidade e escrita; espaços, tempos, quantidades, relações e transformações e alguns Projetos Didáticos.

Berçário: Neste agrupamento observamos que as crianças  interagem com crianças da mesma faixa etária ou não e adultos. Reconhecem seu corpo e expressa suas sensações em momentos de alimentação, higiene, brincadeira e descanso. Percebem as possibilidades e os limites de seu corpo nas brincadeiras e interações das quais participa. Percebe que suas ações têm efeitos nas outras crianças e nos adultos e comunicam suas necessidades, desejos e emoções, utilizando gestos, balbucios e palavras. Exploraram sons produzidos com o próprio corpo.

Minigrupo:  As crianças Demonstraram interesse em ouvir e recontar as historia.  Relatarem experiências e fatos acontecidos, historias ou vidas, filmes ou pecas teatrais assistidas. Reconheceram seu corpo e expressaram suas sensações em momentos de alimentação, higiene, brincadeiras e descanso. Respeitaram regras básicas de convívio social nas interações e brincadeiras. Utilizaram de movimentos de preensão, encaixe e lançamento, ampliando suas possibilidades de manuseio de diferentes materiais e objetos

Maternal: As crianças demonstram atitudes de cuidado e solidariedade na interação com crianças e adultos.  Apresentaram confiança em suas capacidades para enfrentar dificuldades e desafios. Compartilham os objetos e os espaços com crianças de diferentes faixas etárias. Perceberam que as pessoas apresentam características físicas diferentes, respeitando essas diferenças. Apropriaram-se de gestos e movimentos de sua cultura no cuidado de si e nos jogos e brincadeiras. Exploram diferentes formas de deslocamento no espaço(pulas, saltar,  dançar), combinando e seguindo orientações. Demonstram habilidades manuais, adquirindo controle para desenhar, pintar, rasgar, folhear, entre outros. Criaram sons com materiais, objetos e instrumentos musicais, para acompanhar diversos ritmos de musica. Demostram interesse e atenção ao ouvir a leitura de historias e outros textos, diferenciando escrita de ilustração e acompanhando com orientações do adulto leitor, a direção da leitura ( de cima para baixo, da esquerda para a direita).

Crianças de 00 a 03 anos

 12 meses

206 dias letivos

573 crianças

573 famílias

Acompanhamento do desenvolvimento Infantil – ADI

Observação e Registro: Por meio da observação e interação com os alunos, as educadoras obtiveram bons elementos avaliativos neste processo de aprendizagem das crianças. Podendo assim descrever seus relatórios de desenvolvimento infantil de acordo com os conhecimentos adquiridos. Reunião de Devolutiva: Nas reuniões de devolutiva, as educadoras apresentaram as famílias os objetivos gerais que foram trabalhados e os objetivos atingidos por cada criança foram destacados em seus relatórios individualmente, respeitando a particularidade de aprendizagem de cada um. Ao lerem os relatórios de seus filhos, foi aberto um momento para que tirassem sua dúvida referente ao conteúdo apresentado.

Crianças de 00 a 03 anos

 12 meses

206 dias letivos

573 crianças

573 famílias

Reunião de Pais

Ao longo deste ano letivo realizamos cinco encontros com familiares e responsáveis por nossas crianças, a fim de alinharmos as organizações institucionais, apresentação do quadro de funcionários, proposta pedagógica e divulgação dos eventos culturais. Estas reuniões foram promovidas pela coordenação que contou com a participação hora das educadoras, hora da direção geral.

573 Famílias

5 meses

05 reuniões de pais

573 crianças

573 famílias

Acompanhamento da rotina pedagógica

A coordenadora pedagógica frequentou diariamente as salas de atividades, a fim de acompanhar as propostas pedagógicas das educadoras e o desenvolvimento de aprendizagens dos alunos. Quando necessário, orientou as educadoras e auxiliares quanto ao bom desenvolvimento dos trabalhos, garantindo assim aprendizagens significativas as crianças.

Semanalmente também realizamos encontros para a discussão e elaboração dos planejamentos, criando estratégias para atingirmos os objetivos propostos com êxito. 

Crianças de 00 a 03 anos e profissionais

 

12 meses

 

206  dias letivos

573 crianças

 

57 profissionais

 

Serviço de Prevenção, Apoio e Orientação a Saúde

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Cuidados de Higiene e Saúde

No decorrer do ano letivo, as educadoras proporcionaram as crianças experiências voltadas aos cuidados de higiene e prevenção a saúde. Por meio de jogos simbólicos, brinquedos, brincadeiras e exploração de materiais diversificados as crianças adquiriram os conhecimentos prévios para a higiene e cuidados com o corpo, inclusive recebemos a equipe de saúde bucal das UBS próximas as unidades de atendimento. 

Crianças de 00 a 03 anos

 12 meses

206 dias letivos

573 crianças

 

Nutrição: Alimentação

Garantindo a boa nutrição das crianças, foi ofertado um total de quatro refeições diárias, contemplando: Café da manhã, Colação, Almoço, Lanche da tarde e Jantar. Os educadores acompanharam os horários de refeição auxiliando as crianças. A elaboração das refeições foi de responsabilidade dos manipuladores tendo o cardápio semanal como guia.

Crianças de 00 a 03 anos

 12 meses

206 dias letivos

573 crianças

 

Elaboração de Cardápios

A fim de promovermos uma boa alimentação aos alunos, foram elaborados mensalmente os cardápios, garantindo equilíbrio nutricional nos alimentos oferecidos, assegurando uma alimentação saldável e equilibrada. Com tudo, foram considerando os gêneros armazenados em estoque e os alimentos de época.

Crianças de 01 a 03 anos

 

09 meses

150 dias letivos

115 crianças

 

Monitoramento técnico

A fim de garantir CQHS – Controle da Qualidade Higiênico Sanitária na refeição distribuída nas Unidades de Alimentação e Nutrição (UAN) os profissionais na manipulação de alimentos foram orientados e treinados periodicamente sobre as Boas Práticas na Fabricação de alimentos a partir das legislações vigentes; estadual CVS 5/13 e federal RDC 216/04. A atuação destes: cozinheiras e auxiliares de cozinha tiveram o acompanhamento técnico por profissional habilitado: Técnico em Nutrição e Dietética com registro no conselho regional, para orientações e supervisão técnica do trabalho.

Cozinheira

Auxiliares de cozinha

10 meses

10 visitas por unidade

15 profissionais

 

Programa de Formação, Capacitação e Orientação Continuada

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Encontro de Formação Continuada

Externa

A Secretaria de Educação proporcionou alguns encontros de formação para os coordenadores, para orientações diversas sobre os trabalhos desenvolvidos nas unidades escolares. Um dos encontros foi promovido pelo CAIS para coordenadores e educadores com crianças de inclusão.

Diretora de creche

Coordenadora

Professores

 

 

 04 meses

04 encontros

27 profissionais

 

Formação

Direção/ Profissional

A direção geral realizou reunião sobre Histórico Institucional, objetivos gerais, incentivo a participação de projetos, amigo estrela, jantar solidário, amigos encantados e sobre organizações gerais.

Equipe docente

 

03 meses

03 encontros

84 profissionais

Reunião de Gestão Pedagógica

A fim de qualificarmos o trabalho pedagógico, foram realizadas reuniões com a equipe gestora, onde tratamos também de organizações administrativas e alinhamos e organizamos os projetos institucionais e os eventos culturais.

 

Equipe de Gestão

 

12 meses

12 encontros

Diretora de Creche

Diretora Pedagógica

03 Coordenadora

Reunião de Equipe

A Coordenadora Pedagógica reuniu-se com o corpo docente e equipe de apoio para organização dos trabalhos, elaboração de planejamentos, alinhamento dos eventos culturais, registros de relatórios individuais estudo de temas diversos com objetivo pedagógico.

Equipe Docente

12 meses

48  encontros

 57  profissionais

04 coordenadoras

 

Programa de Formação, Capacitação e Orientação Continuada

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Encontro de Formação Continuada

Externa

A Secretaria de Educação proporcionou alguns encontros de formação para os coordenadores, para orientações diversas sobre os trabalhos desenvolvidos nas unidades escolares. Um dos encontros foi promovido pelo CAIS para coordenadores e educadores com crianças de inclusão.

Diretora de creche

Coordenadora

Professores

 

 

 04 meses

04 encontros

27 profissionais

 

Formação

Direção/ Profissional

A direção geral realizou reunião sobre Histórico Institucional, objetivos gerais, incentivo a participação de projetos, amigo estrela, jantar solidário, amigos encantados e sobre organizações gerais.

Equipe docente

 

03 meses

03 encontros

84 profissionais

Reunião de Gestão Pedagógica

A fim de qualificarmos o trabalho pedagógico, foram realizadas reuniões com a equipe gestora, onde tratamos também de organizações administrativas e alinhamos e organizamos os projetos institucionais e os eventos culturais.

 

Equipe de Gestão

 

12 meses

12 encontros

Diretora de Creche

Diretora Pedagógica

03 Coordenadora

Reunião de Equipe

A Coordenadora Pedagógica reuniu-se com o corpo docente e equipe de apoio para organização dos trabalhos, elaboração de planejamentos, alinhamento dos eventos culturais, registros de relatórios individuais estudo de temas diversos com objetivo pedagógico.

Equipe Docente

12 meses

48  encontros

 57  profissionais

04 coordenadoras

 

Programa de Formação, Capacitação e Orientação Continuada

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Encontro de Formação Continuada

Externa

A Secretaria de Educação proporcionou alguns encontros de formação para os coordenadores, para orientações diversas sobre os trabalhos desenvolvidos nas unidades escolares. Um dos encontros foi promovido pelo CAIS para coordenadores e educadores com crianças de inclusão.

Diretora de creche

Coordenadora

Professores

 

 04 meses

04 encontros

27 profissionais

 

Formação

Direção/ Profissional

A direção geral realizou reunião sobre Histórico Institucional, objetivos gerais, incentivo a participação de projetos, amigo estrela, jantar solidário, amigos encantados e sobre organizações gerais.

Equipe docente

 

03 meses

03 encontros

84 profissionais

Reunião de Gestão Pedagógica

A fim de qualificarmos o trabalho pedagógico, foram realizadas reuniões com a equipe gestora, onde tratamos também de organizações administrativas e alinhamos e organizamos os projetos institucionais e os eventos culturais.

 

Equipe de Gestão

 

12 meses

12 encontros

Diretora de Creche

Diretora Pedagógica

03 Coordenadora

Reunião de Equipe

A Coordenadora Pedagógica reuniu-se com o corpo docente e equipe de apoio para organização dos trabalhos, elaboração de planejamentos, alinhamento dos eventos culturais, registros de relatórios individuais estudo de temas diversos com objetivo pedagógico.

Equipe Docente

12 meses

48  encontros

 57  profissionais

04     oordenadoras

III – Programa: Serviço Educacional e Social para Crianças e suas Famílias – INSTITUTO JÊSUE EDUCAÇÃO INFANTIL/ UNIDADE PAULICÉIA

Programa de Formação, Capacitação e Orientação Continuada

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Encontro de Formação Continuada

Externa

A Secretaria de Educação proporcionou alguns encontros de formação para os coordenadores, para orientações diversas sobre os trabalhos desenvolvidos nas unidades escolares. Um dos encontros foi promovido pelo CAIS para coordenadores e educadores com crianças de inclusão.

Diretora de creche

Coordenadora

Professores

 

 04 meses

04 encontros

27 profissionais

 

Formação

Direção/ Profissional

A direção geral realizou reunião sobre Histórico Institucional, objetivos gerais, incentivo a participação de projetos, amigo estrela, jantar solidário, amigos encantados e sobre organizações gerais.

Equipe docente

 

03 meses

03 encontros

84 profissionais

Reunião de Gestão Pedagógica

A fim de qualificarmos o trabalho pedagógico, foram realizadas reuniões com a equipe gestora, onde tratamos também de organizações administrativas e alinhamos e organizamos os projetos institucionais e os eventos culturais.

 

Equipe de Gestão

 

12 meses

12 encontros

Diretora de Creche

Diretora Pedagógica

03 Coordenadora

Reunião de Equipe

A Coordenadora Pedagógica reuniu-se com o corpo docente e equipe de apoio para organização dos trabalhos, elaboração de planejamentos, alinhamento dos eventos culturais, registros de relatórios individuais estudo de temas diversos com objetivo pedagógico.

Equipe Docente

12 meses

48  encontros

 57  profissionais

04 coordenadoras

 

Programa de Formação, Capacitação e Orientação Continuada

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Encontro de Formação Continuada

Externa

A Secretaria de Educação proporcionou alguns encontros de formação para os coordenadores, para orientações diversas sobre os trabalhos desenvolvidos nas unidades escolares. Um dos encontros foi promovido pelo CAIS para coordenadores e educadores com crianças de inclusão.

Diretora de creche

Coordenadora

Professores

 

 04 meses

04 encontros

27 profissionais

 

Formação

Direção/ Profissional

A direção geral realizou reunião sobre Histórico Institucional, objetivos gerais, incentivo a participação de projetos, amigo estrela, jantar solidário, amigos encantados e sobre organizações gerais.

Equipe docente

 

03 meses

03 encontros

84 profissionais

Reunião de Gestão Pedagógica

A fim de qualificarmos o trabalho pedagógico, foram realizadas reuniões com a equipe gestora, onde tratamos também de organizações administrativas e alinhamos e organizamos os projetos institucionais e os eventos culturais.

 

Equipe de Gestão

 

12 meses

12 encontros

Diretora de Creche

Diretora Pedagógica

03 Coordenadora

Reunião de Equipe

A Coordenadora Pedagógica reuniu-se com o corpo docente e equipe de apoio para organização dos trabalhos, elaboração de planejamentos, alinhamento dos eventos culturais, registros de relatórios individuais estudo de temas diversos com objetivo pedagógico.

Equipe Docente

12 meses

48  encontros

 57  profissionais

04 coordenadoras

 

Programa de Formação, Capacitação e Orientação Continuada

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Encontro de Formação Continuada

Externa

A Secretaria de Educação proporcionou alguns encontros de formação para os coordenadores, para orientações diversas sobre os trabalhos desenvolvidos nas unidades escolares. Um dos encontros foi promovido pelo CAIS para coordenadores e educadores com crianças de inclusão.

Diretora de creche

Coordenadora

Professores

 

 

 04 meses

04 encontros

27 profissionais

 

Formação

Direção/ Profissional

A direção geral realizou reunião sobre Histórico Institucional, objetivos gerais, incentivo a participação de projetos, amigo estrela, jantar solidário, amigos encantados e organizações gerais.

Equipe docente

 

03 meses

03 encontros

84 profissionais

Reunião de Gestão Pedagógica

A fim de qualificarmos o trabalho pedagógico, foram realizadas reuniões com a equipe gestora, onde tratamos também de organizações administrativas e alinhamos e organizamos os projetos institucionais e os eventos culturais.

 

Equipe de Gestão

 

12 meses

12 encontros

Diretora de Creche

Diretora Pedagógica

03 Coordenadora

Reunião de Equipe

A Coordenadora Pedagógica reuniu-se com o corpo docente e equipe de apoio para organização dos trabalhos, elaboração de planejamentos, alinhamento dos eventos culturais, registros de relatórios individuais estudo de temas diversos com objetivo pedagógico.

Equipe Docente

12 meses

48  encontros

 57  profissionais

04 coordenadoras

 

Serviço de Orientação e Apoio Social

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Rematrículas

Realizou-se rematrícula após agendamentos com os responsáveis e solicitação de documentação atualizada. Essa ação efetivou o direito a continuidade do atendimento das crianças na educação infantil municipal em para 2019. No período se realizou os encaminhamentos e renovações para as crianças que em 2019 não serão atendidos no NIR I devido à faixa etária.

Famílias

01 mês / ano

46 famílias

Matrículas

Realizado contato com as famílias para disponibilização das vagas com a solicitação da documentação necessária e agendamentos de matriculas para as quais registraram o interesse na inclusão.

Famílias

12 meses / ano

36 famílias

11 famílias

Desligamentos

Os casos de desligamento apenas ocorreram após esgotarem todas as possibilidades de manter a criança matriculada, efetivando assim o desejo da família, sejam por questões particulares, rotina familiar que dificulta a manutenção da frequência e orientações médicas.

Famílias

12 meses /ano

23 famílias

 

Serviço de Promoção e Apoio Cultural

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Sábados Letivos

Realizamos a proposta de atividades em 2 sábados letivos, com ações que promoveram a participação e envolvimento de alunos e famílias na datas 12/05/2018  e 27/10/2018.

Crianças, famílias e comunidade.

 

02 dias / ano

02 sábados letivos /

82 crianças, famílias.

Projeto Institucional

Conforme previsto em calendário escolar, foram realizados três eventos culturais, havendo a participação das crianças em atendimento, seus responsáveis e familiares. Os eventos também foram abertos à comunidade e ocorreram em locais público.

Crianças de 00 a 03 anos e Famílias

03 meses

03 eventos

87 crianças

87 familiais

Amigos Encantados

O Projeto Amigos Encantados realizou a entrega de Kits de brinquedos, doces e livros, as crianças atendidas na Instituição.

Crianças de 00 a 03 anos

01 mês

01 entrega

573 crianças

 573  kits

Passeios

 

 

 

Realizou-se passeio ao espaço verde – Parque Raphael Lazzuri, com intuito de contato com o meio natural onde as crianças exploraram os espaços verdes, areia e brinquedos do parque oportunizando brincadeiras ao ar livre, caminhada, descanso no gramado, piquenique, contato com elementos da natureza folha seca, árvores e animais como peixes. A parceria e apoio de algumas mães favoreceu a organização do passeio.

Crianças de 0 a 3 anos

01 dia/ ano

1 passeio /

87     rianças

IV – Programa: Serviço Educacional e Social para Crianças de 6 a 12anos e suas Famílias- INSTITUTO JÊSUE / PROGRAMA MAIS TEMPO DE ESCOLA

Serviço de Apoio e Orientação Social

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Encontro de Pais

A Coordenação Técnica e as Coordenadoras de  Atividades Educacionais  planejaram encontros de pais que tiveram como objetivo a organização das ações, apresentação das oficinas e planejamento. Durante esses encontros tratou-se do processo de matrículas, de rotinas, organização, organização dos eventos institucionais e orientações através de temas que buscassem estabelecer discussões reflexivas.

Pais e ou responsáveis pelas crianças e adolescentes

2 meses

2  reuniões

1100 familiais

 

Matriculas

Foram realizadas  matriculas para  inclusões e efetivação da adesão para participação no programa, com os procedimentos de  assinatura dos seguintes documentos por parte dos responsáveis pelas crianças e adolescentes: Termo de Adesão; Autorização de uso de imagem; Autorização de atendimento de saúde; Ficha de Anamnese de Saúde e Ficha identificação dos dados pessoais da criança e da família, resultando em novos atendidos e o cumprimento da meta estabelecida de atendimento.

Famílias das crianças e adolescentes de 06 a 12 anos

02 meses

1180 atendidos

 

Serviço de Apoio à Cultura Esporte e Lazer

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequência

Meta Executada

Quantitativo

Oficina de Música

Apresentamos as diversas possibilidades do fazer musical e para tanto usamos as seguintes estratégias da pedagogia musical. Em primeiro momento realizamos uma avaliação dos potenciais musicais, ou seja, se as crianças / adolescentes tinham noções básicas rítmicas como realizar uma contagem, entender o que é velocidade (batidas por minutos). Após esta avaliação o objetivo foi se apropriar dos rudimentos e suas formas e por último trabalhar noções de melodias e grooves.

Crianças e adolescentes de 6 a 12 anos

05 meses

240 Oficinas

200 atendidos/

oficina

Oficina de Modalidades Esportivas

Um dos principais objetivos da modalidade esportiva é desenvolver as capacidades físicas naturais através da cultura corporal do movimento. Utilizando a cultura corporal do movimento, e a consciência corporal de forma lúdica e criativa, favorecendo a socialização dos alunos por meio de atividades recreativas, jogos adaptados, cooperativos e atividades físicas como: esportes individuais, esportes coletivos. Oportunizamos as nossas crianças a praticarem algumas modalidades de esportes e aventura, passando desde o Skate até a escalada também recorremos de esportes conhecidos em nossa cultura como: Handebol, Vôlei e Atletismo, sempre utilizando jogos e brincadeiras adaptados de forma adequada de acordo com o grupo para que as crianças fossem estimuladas.

Crianças e adolescentes de 6 a 12 anos

05 meses

180  Oficinas

100 atendidos/oficina

Oficina de Teatro

Tivemos como objetivo propiciar conhecimentos básicos do fazer teatral, as oficinas tiveram como princípio pedagógico e didático, introduzir tais ensinamentos através de exercícios que estimulem a criatividade da criança, a fruição da imaginação, concentração e cooperação por meio da orientação dada pelos educadores. A partir de exercícios e jogos teatrais, foram apontadas técnicas que foram utilizadas pelas crianças, discutindo as realidades do mundo em que vivemos, estimulando a criatividade e imaginação, propondo alternativas para as questões do cotidiano de forma divertida e descontraída.

Crianças e adolescentes de 6 a 12 anos

05 meses

180  Oficinas

150 atendidos/oficina

Oficina de Dança

Foram propiciados  as crianças conhecimentos básicos da dança como: bases do Hip Hop, Locking, Waacking e Dancehall. Que tiveram como princípio inserir tais ensinamentos através de exercícios que estimulassem, acima de tudo, a criatividade da criança, através da orientação dada pelos educadores. A partir de exercícios e jogos lúdicos, foram apontadas técnicas utilizadas pelas crianças, e também discutimos as realidades do mundo em que vivemos, estimulamos a criatividade e desenvolvimento de  alternativas para as questões do cotidiano de forma divertida e descontraída.

Crianças e adolescentes de 6 a 12 anos

05 meses

210 oficinas

100 atendidos/oficina

 

 

Oficina de Circo

 

 

 

 

 

Foram realizadas atividades a fim de aprimorar os movimentos básicos da estrela, espacate, rolamentos para frente e para traz, saltos, parada de mão com e sem apoio, acrobacias em duplas e em grupos, pirâmides de quatro apoios e pirâmide em pé, mortal para traz e para frente em duplas e individualmente. Aprimorando as modalidades de solo com acessórios de rolo-rolo, pratos de malabares, claves, aros de malabares, devilsticks, diabolôs, flags ,swing, lona e junção da coreografia acrobática de aéreas no tecido liso e gota , subida livre, subida simples e subida de braço, Trava de pé, Casulo, Cristo, Meia lua, Amazona, Posição do Pirata, Posição invertida, Ship´s Lady, Bach Walk-Over.

Crianças e adolescentes de 6 a 12 anos

05 meses

222 oficinas

100 atendidos/oficina

 

 

 

Oficina de Skate

 

 

 

As oficinas de skate tiveram como objetivo proporcionar aos participantes a vivência e a experimentação da prática do skate, por meio de atividades lúdicas e recreativas, tendo um grande avanço nas capacidades físicas e motoras, e assim tendo o skate como uma ferramenta de educação. Foram aplicados exercícios educativos, jogos e brincadeiras para um melhor conhecimento da modalidade tendo a finalidade de desenvolver o campo psicomotor, proporcionando atividades que envolvam a área motora, esquema corporal, equilíbrio, cuidados com o corpo, tomada de consciência espacial, conhecimentos dos limites, concentração, autonomia e igualdade.

Crianças e adolescentes de 6 a 12 anos

05 meses

240  oficinas

200 atendidos/oficina

Oficina de Capoeira

Nas atividades realizadas foram enfatizadas: a autossuficiência na execução da ginga e familiarização com a roda de capoeira; elaboração de sequência de movimentos e autonomia na mesma, posicionamento de base e efetiva execução dos movimentos solicitados, respeitando as fases iniciais, intermediárias e finais; a capacidade de resolução de conflitos e aceitação de ideias e a interação da capoeira com as diferentes linguagens artísticas.

Crianças e adolescentes de 6 a 12 anos

05 meses

210 oficinas

150 atendidos/oficina

Artes Visuais

Com o intuito de desenvolver o fazer artístico, a criatividade e a imaginação, foram apresentados às crianças/adolescentes os principais aspectos da história da fotografia por meio de rodas de conversas, relacionando à temática “retrato” com o desenho e pintura. As mesmas foram estimuladas a participarem de atividades lúdicas, como o “Retrato Abstrato”, a partir do exercício de observação/elaboração e expressão de ideias.Desenvolvemos o funcionamento de uma câmera, comparando com o funcionamento do olho humano a partir da explicação realizada em roda de conversa. Além disso, compreenderam como é realizado o registro fotográfico, levando em consideração os conceitos de foco, obturador e diafragma. Propiciando a pratica ao conceito, utilizamos a técnica “Light Painting”, estimulando a imaginação/criatividade ampliando assim, o repertório artístico. A fim de promover a socialização, foram realizados neste mês interações com outras turmas, desenvolvendo as habilidades motoras, respeito mútuo e regras a partir de brincadeiras e jogos.

Crianças e adolescentes de 6 a 12 anos

05 meses

 87  oficinas

50 atendidos/oficina

 

Serviço de Apoio a Formação Continuada

Atividade

Quem/Descrição/ Objetivo/ Resultados Qualitativos

Público Alvo

Frequencia

Meta Executada

Quantitativo

Reuniões de Formação

 

Organização de rotina de trabalho, encaminhamento e supervisão dos planejamentos, relatórios, orientações sobre procedimentos com as crianças e adolescentes, atribuições dos agentes de apoio, controles de frequência, estudos de caso das crianças de inclusão para possíveis encaminhamentos aos serviços de apoio e orientação familiar e dos profissionais, discussão e organização dos projetos Institucionais. Apresentação de vídeos reflexivos e discussão dos mesmos, aplicação de dinâmicas diversas e temas formativos abordados visando o aperfeiçoamento em serviço da equipe.

 

 

Profissionais

 

 

 5 meses

21 reuniões/

37 profissionais/reunião

Reuniões EMEB/LEJEF

Foram realizadas reuniões periódicas entre Coordenação e direção da EMEB sobre questões rotineiras, organização de reunião de pais, troca de informações sobre ações do Programa, Discussão de caso para encaminhamento. Avaliação do projeto, encaminhamentos e levantamento das expectativas para o próximo ano.

Profissionais

02  meses

14 Reuniões

07  EMEBs

 

Reunião Coordenação/SE

Encontros das Coordenadoras de Programa e da Coordenação Técnica com a equipe da Secretaria de Educação para formação, para discutir metas e organizações para do ano.

Profissionais

02 meses

2 Reuniões

Reunião

A Direção Institucional junto a Coordenação Técnica e Coordenadoras de Programa organizaram e direcionaram os trabalhos, encontros de integração entre pais, formação dos educadores; Apresentação de Resultados do mês, encaminhamento de ações, Projetos Institucionais.

Profissionais

05 meses

2 Encontros

08  profissionais

  • Descrição das metas e ações desenvolvidas pelo núcleo administrativo e financeiro

SERVIÇO ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO

ATIVIDADE / Ações

Quem/ Descrição/Finalidade/ Meta Qualitativa

Público Alvo

Frequência

Meta executada quantitativa

 

 

 

 

 

 

Administrativa e Financeira

Equipe multiprofissional: Gestores, Supervisores , Coordenadores e Equipe Técnica Administrativa, responsáveis pela Gestão Administrativa, Financeira, Jurídica, Contábil, Recursos Humanos e Técnica do LEJEF, gerenciam os Termos de convênios, planos de trabalhos e planos de aplicações financeiras, todas as ações organizadas na Sede, Núcleos e Unidades, envolvendo  Planejamento e Execução de acordo com as Finalidades Estatutárias e Regimentais, sempre visando  a qualidade e a quantidade dos Serviços, Programas e Projetos que beneficiaram a população. Responsável pela elaboração e organização dos Planos de Trabalho, relatórios de atividades, admissão e demissão pessoal, mantendo em ordem e válidas as certidões de regularidades junto à Secretaria da Receita Federal, do Estado e Município, FGTS, CND,  INSS, bem como mantendo em dia todas as obrigações com os funcionários e voluntários, assistência médica, controle das entradas e saídas de todos os gêneros, aberturas de conta e aplicações de acordo com os termos de convênio, planilhas de desembolso financeiro, compras, pagamento de contas em consonância ao Plano de Trabalho e planilha de desembolso, conciliações bancárias, informações e documentação para gerar o Balanço Patrimonial,  contatos com fornecedores, doadores e parceiros  bem como as  prestações de contas semestral, trimestral e anual e entrega de documentos para obtenção e renovação de certificados e outros. As atividades e rotinas administrativas foram sempre focadas no atendimento às necessidades da População e no cumprimento da Missão e Visão Institucional, preservando a responsabilidade, a ética os valores espirituais, sociais e morais de nosso País, sempre em consonância com a legislação vigente.

Crianças, Adolescentes, jovens, Adultos, famílias Comunidade e Profissionais.

Diária

 

_________

pessoas diariamente com ações permanentes e contínuas

 

_______

Indiretamente, com ações permanentes e pontuais

 

 

 

Reunião do Grupo Gestor

A Equipe gestora: Direção, Gerente Financeiro, Supervisores, Diretor Escolar ,Coordenadores e Responsáveis técnicos reúnem-se  para discussões, estudos e sistematização de diversos assuntos referentes ao andamento das unidades, Serviços, Programas e Projetos de atendimento institucional tendo como pauta: Sistematização dos Planos de Trabalho e Planilhas financeiras, Balanços, planejamentos, elaboração de projetos, Planejamento estratégico, organização do calendário anual, festas institucionais, Captação de Recursos e planos de sustentabilidade, encaminhamentos diversos   e avaliação do trabalho, com a  finalidade da avaliação dos resultados do trabalho, priorizando o bom uso dos investimentos na qualidade dos serviços prestados a população.

Gestores

 

12 meses

52 reuniões

19profissionais 

Participação ativa em Políticas Públicas

O Lar Escola Jêsue Frantz, mantém  participação ativa nos conselhos: CMDCA (Conselho Municipal da Criança e do Adolescente) e CMAS (Conselho Municipal de Assistência Social) em são Bernardo do Campo  e Diadema, CME (Conselho Municipal de Educação), CAE (Conselho de Alimentação Escolar), Conselho de Saúde, RAVIS (Rede de Atenção a Violência Sexual), CONVIVA (Núcleo de Promoção à Saúde e Prevenção de Violências) em Diadema,   Fórum Municipal de Assistência Social de São Bernardo do Campo, COMSEA (Conselho Municipal de Segurança Alimentar) Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, Conselho da Pessoa Idosa em São Bernardo do Campo  Participação em capacitações; Capacitação Interna: Palestras, Seminários, reuniões de equipe, orientação individual aos profissionais, Audisa e cursos. Capacitação Externa: Secretaria de Educação de São Bernardo do Campo e Diadema, Secretaria de Segurança Alimentar, Fóruns Municipais e Regionais de Assistência Social, Formações na RECAD, Encontros Mensais: Fundação ABRINQ Rede Nossas Crianças e CAIS (Centro de Atenção a Inclusão Social) em Diadema, COMSEAD – Conselho Municipal Segurança Alimentar de Diadema; COMAD Conselho Municipal sobre Álcool e Drogas. Com a finalidade  da participação ativa e atualização dos serviços de acordo com as políticas públicas e legislação vigente.

Crianças, Adolescentes, jovens, Adultos, famílias

11 meses

156  reuniões

Equipe gestora:

01 Diretora

01 Gerente Administrativa

03 Supervisores

14 Coordenadores

Sustentabilidade

Parcerias e Apoios

-Associação Assistencial Pentagonal da Bíblia – Igreja Pentagonal da Bíblia.

-Instituto Educacional Pentagonal – Igreja Pentagonal da Bíblia.

– Governo Federal ( MDS, PNAE), Governo Estado de São Paulo (Secretaria Estadual de Assistência Social, Cultura e DRADS) e dos Municípios de São Bernardo do Campo e Diadema: Secretaria Municipal de Assistência Social, Secretaria Municipal da Educação;  Banco de Alimentos São Bernardo e Diadema;

-Empresas Privadas: Nogueira Neves Consultores Associados; Fundação Salvador Arena;   Super Mercado Reis; Padaria Planeta Real, Marisa, Padaria Filliana e Le Bread Backeren; Diário Regional Diadema; Bazar Beneficente Jêsue Frantz; Mercado Shimizu, Parceiros da Nota Fiscal Paulista;

-Associados Contribuintes; Trabalho voluntário; Doações em geral e Eventos beneficentes. Objetivando a Sustentabilidade do Lar Escola Jêsue Frantz.

Crianças, Adolescentes, jovens, Adultos, famílias Comunidade e Profissionais

11 meses

Parceiros envolvendo  Governo e empresas privadas

 

 

 

 

 

Serviço de  Comunicação Marketing / Eventos

ATIVIDADE / Ações

Quem/ Descrição/Finalidade/ Meta Qualitativa

Público Alvo

Frequência

Meta executada quantitativa

Divulgação

Para divulgação dos Serviços, Programas e Projetos foram realizados trabalho de criação, designer gráfico de   panfletos, cartazes, banners, convites e faixas informativas. Alimentou-se o site, blogs, redes sociais e divulgação através de e-mail, levando ao público atendido e parceiros a transparência dos serviços prestados.

Crianças, jovens adolescentes, adultos, família e comunidade

Pontuais

——————-

Eventos Sócio Culturais

Arraial junino – Promovido no mês de junho/ julho o Arraial do Lar Escola aconteceu de forma  aberta a comunidade em locais como  ruas, praças e escolas estaduais e na própria unidade, com  o objetivo de envolver famílias e comunidade resgatando a cultura interiorana regional,  através de danças típicas  além de  arrecadar fundos para auxiliar na sustentabilidade através de stands de venda   de alimentos como doces e salgados, comidas típicas, brincadeiras diversas como pescaria, borboleta, boliche.

Crianças, jovens adolescentes, adultos e família

09 vezes

6.492 pessoas

Festa da Primavera – Contou com apresentações culturais  através de  danças, músicas e  apresentações teatrais e  coroação do reinado anual  da primavera,  além de  arrecadar fundos para auxiliar na sustentabilidade através da venda dos votos para eleição do reinado e stands de venda   de alimentos como doces e salgados,  brincadeiras como  borboleta, saco surpresa, pintura facial, cama elástica, brinquedo inflável e venda de artesanato.

Crianças, jovens adolescentes, adultos e família

2 vezes

5.568 pessoas

 

Festa da Vitória  –  Espetáculo realizado ao final do ano com o objetivo de comemorar mais um ano de luta e vitória.  A festa intitulada: “Dancy comigo 2” convidou o público a se embalar nos diversos ritmos musicais nacionais e internacionais, ao longo dos séculos. Foi realizada no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo do Campo e  envolveu a comunidade atendida em todos os  Serviços, Programas e Projetos, parceiros, colaboradores, representantes governamentais  e amigos.

Crianças, jovens adolescentes, adultos e família

1 vez

7.000 pessoas/ festa

Amigos Encantados –  Realizado  no mês de novembro, presenteou  crianças,  adolescentes , jovens atendidos adultos e idosos inseridos nos Serviços, Programas e Projetos com sacolas contendo brinquedos,  livros e doces. Este Projeto visou o fortalecimento da autoestima, proporcionando  que a  alegria e o prazer de serem presenteados fortalecessem  valores como a gratidão,  a amizade e a solidariedade,  indispensáveis ao crescimento e desenvolvimento das crianças, adolescentes, jovens e idosos enquanto  cidadãos. Oportunizou também a mobilização da sociedade em  se dedicar e promover momentos de prazer e felicidade através da  ação de presentear.

Crianças, adolescentes  e jovens

1 vez

2.036 Kits de presentes

 

RESULTADO FINAL

O  Lar Escola Jêsue Frantz é uma Entidade de Assistência Social, que prestou  serviços, programas e projetos com Ações Assistenciais e de Garantia e Defesa dos Direitos humanos de forma Gratuita, Continua e Planejada, para os usuários e a quem deles necessitar, sem qualquer discriminação, observada as leis vigentes:

  • Federal
  • Registrado no Conselho Nacional de Assistência Social nº 71000.032786/2009-19
  • Certificado de Entidades Beneficente de Assistência Social nº 71000.038710/2018-98
  • Título de Utilidade Pública Federal, sob o nº MJ08071. 000788/2008-98
  • Estadual
  • Certificado de Regularidade Cadastral de Entidades nº 0040/2012
  • Registro na Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social-SEDS/PS nº 4558/89
  • Municipal
  • Título de Utilidade Pública Municipal de SBC, sob a Lei nº 2344
  • Título de Utilidade Pública Municipal de Diadema, sob a Lei nº 2892
  • Inscrição no Conselho Municipal Assistência Social de SBC nº 018
  • Inscrição no Conselho Municipal Assistência Social de Diadema nº 045
  • Registrado no Conselho Municipal da Criança e do Adolescente de SBC nº 020
  • Registrado no Conselho Municipal da Criança e do Adolescente de Diadema nº 046
  • Registrado no Conselho Municipal de Educação de Diadema nº 003/11
  • Autorização para Funcionamento de Escola Educação Infantil de SBC nº SB15378/2003
  • CENTS – Certificado de Entidade do Terceiro Setor/SP Decreto nº 52830/11  portaria SME nº 2.871/13

 

 Em 2018, no Lar Escola Jêsue Frantz, a população atendida, diariamente com ações permanentes e contínuas, gratuitamente, diretamente e incluída na sociedade foi de: – 2.704 crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos, sem e com deficiências, em situações de vulnerabilidades e riscos pessoais e sociais, 10.816 familiares e aproximadamente 19.025 pessoas da comunidade que receberam os impactos das ações realizadas. Os eventos realizados incluíram culturalmente aproximadamente 38.050 pessoas com ações de música, dança , circo e teatro.

São Bernardo do Campo, 31 de dezembro de 2018.